NOTÍCIAS

10/11/17 | Centro Cultural

A mão que toca o violão

Violões (17)

A primeira noite do IX Festival Internacional de Violão no Teatro Bradesco do Centro Cultural Minas Tênis ofereceu para o público um recital de delicadeza e virtuosismo. Os violonistas Goran Krivokapic, de Montenegro, e André Geraissati, de São Paulo, apresentaram repertório variado e ousado. No dia 11, sábado, será realizado o segundo show do festival com ingressos no valor de R$ 30 (inteira).

O montenegrino Goran Krivokapic tocou de choro, frevo, clássico e uma das mais conhecidas valsas brasileiras, Luiza, de Tom Jobim, composta para ser trilha da novela Brilhante de 1981 da Rede Globo. Goran Krivokapic é um dos principais músicos do cenário internacional de violonistas. Ele venceu duas das mais prestigiadas  competições de violão, a “Guitar Foundation of America”, no Canadá. O artista toca por toda Europa, América do Norte e do Sul, Ásia, África  e Rússia. Goran disse que estava muito feliz por participar deste evento. “Estou honrado em estar aqui neste evento a convite de Aliéksey Vianna (idealizador do festival). Espero que tenham gostado da minha apresentação”, disse.

A apresentação de André Geraissati foi de músicas autorais. O paulista trabalha com a arte da música instrumental desde os anos 1960 e surgiu para o grande público nos anos 1970 como integrante do grupo D’Alma. Ele tocou nos principais festivais de jazz ao redor do mundo. Entre 1992 e 1998, o violonista reuniu artistas da música instrumental brasileira para um importante projeto no Tom Brasil em São Paulo.

Idealizado pelos violonistas Aliéksey Vianna, Fernando Araújo e Juarez Moreira, desde 2015, o Festival reúne em Belo Horizonte violonistas de diversos países e de várias gerações, além de ícones do violão e da música popular no Brasil. Com foco principal no violão, o FIV apresenta o melhor do que é produzido no país e no exterior, com equilíbrio entre as diversas manifestações populares e eruditas.

COMPRE AQUI

Data: 10 e 11 de novembro, sexta-feira e sábado
Horário: 21h
Classificação: livre
Ingressos:   R$ 30 (inteira) e R$15 (meia)
Horário de funcionamento da bilheteria: de segunda a sábado, das 12h às 20h, e domingo, das 12h às 19h. A bilheteria funciona até 30 minutos depois do início do espetáculo. Formas de pagamento: dinheiro e todos os cartões de débito e crédito. Horário de abertura da plateia para entrada do público: 30 minutos antes do horário da apresentação.
Mais informações: (31) 3516-1360
Estacionamento com acesso interno: entrada pela rua da Bahia, ao lado do Teatro. Após estacionar o veículo, o usuário chega ao Teatro por elevador interno, com rapidez e segurança.  O Estacionamento fica aberto até meia hora após o fim do espetáculo. Valores: R$ 12, para sócios, e R$ 24, para não sócios.

Outras Notícias

  • Loucura de uma princesa

    Deu a louca na Branca (11)
    17/11/17 | Centro Cultural

    O Teatro Bradesco do Centro Cultural Minas Tênis Clube recebeu a primeira sessão da primeira comédia- solo de Cacau P...

    saiba mais
  • Branca Invocada

    Branca
    17/11/17 | Centro Cultural

    Em tempos em que estão sendo discutidas com tanta veemência as questões das minorias, a atriz Cacau Protásio apresent...

    saiba mais
desenvolvido por