NOTÍCIAS

08/04/17 | Centro Cultural

Alfinetada

TIGraceGianoukasRecebe (20)

A atriz Grace Gianoukas estreou no Teatro Bradesco do Centro Cultural Minas Tênis Clube com duas sessões da peça “Terça Insana Grace Gianoukas Recebe”. Uma comédia com o carimbo de qualidade Terça Insana e o texto afiado de Grace Gianoukas. Confira as fotos aqui.

Além de Grace Gianoukas no palco estavam os atores Darwin Demarch e Rita Murai, que fazem parte do elenco do “Terça Insana”. Na peça, Grace se mostra uma atriz sem papas na língua e que tem o humor como uma arma para conscientizar e deixar claro para as pessoas os rumos que o país e o mundo estão tomando. A grande ironia começa com a analogia do espetáculo. O público entra no teatro que, na verdade, é um avião que não recebeu da torre de controle a autorização para decolar, por isso fica na pista esperando, esperando, esperando… O que Grace faz é, como comissária de bordo, entreter o público (ou melhor, os passageiros), durante a espera.

O texto fala de todas as questões que estão todos os dias nos jornais. Com humor, Grace apresenta, por exemplo, o mosquito Aedes Aegypti, como um empreendedor de sucesso que primeiro firmou-se no mercado com um produto, a dengue, depois de já consolidado no “mercado”, ele inseriu mais dois produtos, a Chikungunya, baseado na linha indígena, e a Zica. Agora o mosquito de negócios aposta na linha “vintage” e traz de volta a Febre amarela. Obviamente questões políticas, econômicas e o fundamentalismo estão no texto desta peça tão contemporânea. Os personagens clássicos de Grace na Terça Insana como a estrela do cinema Aline Dorel, Cinderela e Santa Paciência, surgem na peça para completar as cenas de humor.

Terça Insana Grace Gianoukas Recebe é uma boa alfinetada na situação do país. Não há como entender determinadas ironias e esquetes de Grace se não está em dia com os noticiários. A atriz, em todas as entrevistas que concedeu na capital, deixou clara a sua preocupação com o humor, e reforça que este deve ser para pensar e fazer agir, e não emburrecer e rir de uma minoria. Com este pensamento Grace Gianoukas recebeu plateia, lotada, do Teatro Bradesco.

Outras Notícias

  • Deus sou eu

    Bispo (58)
    21/05/17 | Centro Cultural

    Arthur Bispo do Rosário, o louco artista? Ou o artista louco? O ator baiano João Miguel pesquisa há 19 anos a histori...

    saiba mais
  • Sessão de terapia

    Hilda e Freud (131)
    12/05/17 | Centro Cultural

    A peça Hilda e Freud, que conta um pouco das sessões de terapia que o dr. Freud fez com a poeta e escritora […]

    saiba mais
desenvolvido por