NOTÍCIAS

17/11/17 | Centro Cultural

Branca Invocada

Em tempos em que estão sendo discutidas com tanta veemência as questões das minorias, a atriz Cacau Protásio apresenta uma comédia que trata com excelente humor o problema do racismo. Em “Deu a Louca na Branca” a personagem de Cacau, Sebastiana, afirma que  é  a inspiração do Walt Disney para a célebre personagem Branca de Neve. Na comédia, a atriz encarna uma versão brasileira da heroína dos contos de fadas e contracena com as vozes em off de Paulo Gustavo, Marcus Majella,  Rodrigo Fagundes entre outros. A peça será apresentada no Teatro Bradesco  em duas sessões, dias 17 e 18 de novembro, sexta e sábado, ás 20h30. Os ingressos custam no setor I – R$60 (inteira) e R$30 (meia) e setor II – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Classificação é de 14 anos.

A comédia é um solo da atriz Cacau Protásio, que conquistou o grande público na novela “Avenida Brasil”, de João Emanuel Carneiro, como  Zezé, empregada de Carminha (Adriana Esteves). Pela personagem, ela ganhou o Prêmio Extra de TV e foi indicada a outras premiações como “Melhores do Ano” (Faustão), “Prêmio Contigo de TV” e “Prêmio Quem de Televisão”. Atualmente integra o elenco fixo do humorístico “Vai que Cola”, programa de maior audiência do canal Multishow.

A falta de representação da mulher negra para as crianças ainda é muito forte no mundo das princesas. A única negra feita pelo principal estúdio de entretenimento para os pequenos, Disney, foi produzida em 2009, era a Tiana, do desenho “A Princesa e o Sapo”, lançado em 2009. Em “Deu a louca na Branca” a personagem de Cacau, Sebastiana, afirma que ela é na verdade a inspiração do Walt Disney para a célebre personagem Branca de Neve. Ela contará em detalhes como o cineasta americano fez dela a maior princesa de todos os tempos. A cena parte de um personagem que ocupa o imaginário mundial para falar do Brasil e do brasileiro através de uma Branca de Neve negra e exuberante, que foge dos padrões estabelecidos. A atriz transforma a saga desta inesperada mocinha num desabafo cômico em linha direta com a plateia.

COMPRE AQUI

Data: 17 e 18 de novembro, sexta-feira e sábado
Horário: 20h30
Classificação: 14 anos
Ingressos:  Setor I – R$60 (inteira) e R$30 (meia)
                        Setor II – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia)

Horário de funcionamento da bilheteria: de segunda a sábado, das 12h às 20h, e domingo, das 12h às 19h. A bilheteria funciona até 30 minutos depois do início do espetáculo. Formas de pagamento: dinheiro e todos os cartões de débito e crédito. Horário de abertura da plateia para entrada do público: 30 minutos antes do horário da apresentação.
Mais informações: (31) 3516-1360
Estacionamento com acesso interno: entrada pela rua da Bahia, ao lado do Teatro. Após estacionar o veículo, o usuário chega ao Teatro por elevador interno, com rapidez e segurança.  O Estacionamento fica aberto até meia hora após o fim do espetáculo. Valores: R$ 12, para sócios, e R$ 24, para não sócios.

Outras Notícias

  • CCMTC no Noturno nos Museus

    18/07/18 | Centro Cultural

    O Centro Cultural Minas Tênis Clube (CCMTC) integra, mais uma vez, a agenda do programa “Noturno nos Museus”, realiza...

    saiba mais
  • Rir e amar

    13/07/18 | Centro Cultural

    A cantora e compositora Angela Ro Ro encerrou a edição 2018 do projeto “Uma voz, um instrumento”, do Cent...

    saiba mais
desenvolvido por