NOTÍCIAS

28/02/15 | Centro Cultural

Catálogo Afetividades Eletivas é sucesso e sensibilidade

matéria

Chega ao fim a exposição das obras que formam a coleção “Afetividades Eletivas”, que pertencem ao colecionador mineiro Luiz Sérgio Arantes, na Galeria de Arte do Minas Tênis Clube. Numa tarde gostosa na qual o afeto pôde ser sentido na galeria, artistas e colecionador confraternizaram diante do produto que a exposição gerou, o catálogo da mostra.

Numa bela encadernação com mais de 150 páginas, no qual as obras aparecem em belas e prefeitas fotos, o catálogo “Afetividades Eletivas” foi produzido pela Gerência de Cultura do Minas Tênis Clube e está disponível para os apreciadores de arte. A publicação trás entrevista de Luiz Sérgio Arantes, e da curadora da mostra, Margarida Sant’Ana.

Não muito comum no ato de colecionar arte com o intuito de apreciação e respeito à obra e não pelo investimento, o engenheiro Luiz Sérgio Arantes trouxe para a Galeria de Arte do Minas Tênis Clube uma coleção de mais de 100 obras. “Desde muito jovem, quando ainda estudava engenharia, comecei a ter contato com a arte e as suas diversas formas de expressão”, explica Arantes. “Os trabalhos dos artistas mineiros são muito fortes e a diversidade me fez ter um olhar mais ampliado”, conta.

O interesse de Arantes pela arte foi e é tão grande que passou a conviver com artistas para entender as obras que criavam. “As obras que me tocam são aquelas que vão de encontro com a minha visão de mundo”, conta.  Segundo Arantes, “há momentos em que a peça chega ao inconsciente oferecendo uma alegria intelectual. Há momentos em que apresenta uma profusão de cores e formas que dão um contentamento emocional”, explica.

A artista plástica Liliane Dardot disse que foi uma surpresa estar nesta mostra. “É uma alegria estar numa exposição que tem um sentido pessoal verdadeiro, cada obra tem um sentido para ele. A união dessas peças me passa a sensação de que a minha obra está conectada por afeto”, constata. Lincoln Volpini também se surpreendeu em saber que sua obra faria parte desta exposição. “Achei engraçado minha gravura estar aqui, pois ela foi produzida em 1977 e troquei com a Shirley, quando estudávamos juntos na Escola de Belas Artes da UFMG”, conta. “A arte não tem idade e fico feliz em ver que a minha gravura está muito bem ‘colecionada’, minha obra está muito bem acompanhada”, afirmou.

Entrar na Galeria de Arte do Minas Tênis Clube se transformou na casa de Shirley Paes Leme. “Sempre convivi com essas obras em casa, e para meu filho, que mora em Nova York, a falta de arte é difícil. Ele chegou a me ligar e pedir para enviar algumas peças para a casa dele” conta emocionada. “Alguém disse uma vez lar é onde estão os livros. Eu faço uma contribuição a essa máxima e digo que lar é onde estão os livros e as obras”, conclui.

Galeria de Arte

Muito elogiada por todos, a Galeria de Arte do Minas Tênis, segundo Luiz Sérgio Arantes “é um espaço surpreendentemente belo. Fiquei muito feliz e emocionado em contribuir com o Minas Tênis e sua Galeria. Aqui é um lugar especial para a arte”, constata. Lincoln Volpini disse que não se trata de uma galeria grande, “é uma galeria muito bonita e bem projetada. A cidade precisa de mais espaços de arte para se tornar mais afetiva”, afirma. Shirley Paes Leme ressaltou o pé direito do espaço. “O fato de ser mais baixa é bem interessante, além de ser super bonita”, conclui.

Para conferir as fotos do lançamento acesse o facebook do Centro Cultural Minas Tênis Clube.

 

Outras Notícias

  • Música de família

    Família Lima (121)
    16/09/17 | Centro Cultural

    O Teatro Bradesco do Centro Cultural Minas Tênis Clube recebeu a Família Lima no show “Em Família”. O gru...

    saiba mais
  • Gauche na vida

    Letra em Cena Drummond (17)
    06/09/17 | Centro Cultural

    A sétima edição do projeto “Letra em Cena. Como ler…”  foi dedicado à poesia do mineiro Carlos Drummond de Andr...

    saiba mais
desenvolvido por