NOTÍCIAS

08/06/20 | Centro Cultural

CEM ANOS DE AMILCAR DE CASTRO

Dobrar, cortar, criar sobre uma chapa de aço. Tornar leve e iluminado um material pesado. Transformar o metal em beleza.  Assim foi a carreira de Amilcar de Castro (1920-2002), mineiro de Paraisópolis, que completaria 100 anos neste 8 de junho.  Ele morreu em 21 de junho de 2002, em Belo Horizonte, mas suas obras permanecem como marcos em diversos pontos da cidade, além de se destacarem em galerias e museus pelo mundo afora. Hoje, o Minas homenageia o consagrado artista, apresentando um minidocumentário, em que seu filho, o artista Rodrigo de Castro, narra a trajetória do pai, ressaltando sua importância para arte nacional. “Hoje, 100 anos, daqui a pouco 500 e quanto mais o tempo passa, maior a grandeza que se desvela de sua obra”, afirma Rodrigo, que será o curador da exposição das obras de Amilcar de Castro, em setembro, na Galeria do Centro Cultural Minas Tênis Clube (CCMTC).

Como filho de desembargador, Amilcar, naturalmente, fez o curso de Direito, mas, paralelamente, estudou com o pintor Alberto da Veiga Guignard (1896-1962) e também se tornou designer gráfico. Tornou-se advogado e exerceu por pouco tempo a profissão. De Belo Horizonte foi para o Rio de Janeiro, onde viveu por quase 20 anos, diagramou as revistas A Cigarra, O Cruzeiro e Manchete. Foi responsável pela reforma gráfica do Jornal do Brasil, na época reconhecido como o de melhor design de todos os continentes. Entre os anos de 1969 e 1971 foi bolsista da Fundação Guggenheim e viveu nos Estados Unidos. De volta a Belo Horizonte, passou a dar aulas na Escola de Belas Artes da UFMG, até 1990, e de escultura na Fundação de Arte de Ouro Preto-FAOP, até 1979.

O artista é considerado por críticos e historiadores culturais como um dos nomes mais importantes da arte contemporânea brasileira. De acordo com Rodrigo de Castro, seu pai criou uma nova maneira de fazer escultura. “O processo de criação era sempre o mesmo, se retirava da matéria o que não era escultura. Amilcar faz outro caminho, a escultura está na cabeça dele e a matéria se transforma na obra”, afirma Rodrigo.

Ele destaca, ainda, o legado de Amilcar de Castro na transformação da arte no Brasil. “Os movimentos artísticos dos quais Amilcar participou e realizou provocaram uma importante mudança no cenário e na história da arte brasileira, e as gerações futuras receberam de presente as portas abertas para criar com liberdade”, conclui Rodrigo.

A obra de Amilcar de Castro é bem conhecida dos belo-horizontinos, já que muitas de suas inspiradoras esculturas estão espalhadas em pontos importantes da capital mineira e também nas cidades de Ipatinga (MG),Ouro Branco (MG), Uberaba (MG),Brusque (SC), Fortaleza (CE), São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ).

Sobre a exposição “Matéria e luz”

Sob a curadoria de Rodrigo de Castro, filho do mestre, a Galeria de Arte do Centro Cultural Minas Tênis Clube (CCMTC), receberá, em setembro, a mostra “Matéria e luz”, que apresentará mais de 50 obras de Amilcar de Castro. São esculturas, peças em Eucatex e papel, telas e uma pintura nunca antes exposta ao público. A Galeria do CCMTC funciona de terça a sábado, das 10h às 20h, e domingos e feriados, das 11h às 19h. A entrada é franca.

A ideia da mostra, de acordo com o curador Rodrigo de Castro, não é fazer uma retrospectiva da carreira de Amilcar. “Selecionaremos as obras mais importantes, aquelas que traduzem, da melhor forma, o trabalho de Amilcar. O fio condutor da mostra é a sensibilidade criativa de Amilcar, a partir de um diálogo permanente entre matéria e luz”, explica.

O diretor de Cultura do Minas Tênis Clube, André Rubião, ressalta a importância de se receber, na Galeria do CCMTC, uma exposição do consagrado artista mineiro. “Reconhecido internacionalmente, Amilcar de Castro foi responsável pela formação de toda uma geração de artistas por meio de uma metodologia própria, cunhada no Núcleo Experimental da Escola Guignard. É um prazer e uma ação importantíssima do CCMTC mostrar para o público uma inédita reunião de obras do artista”, afirma.

Outras Notícias

desenvolvido por