NOTÍCIAS

09/07/19 | Centro Cultural

CIRCUITO LIBERDADE – Centro Cultural Minas Tênis Clube é novo integrante do grupo

A partir de junho de 2019, os visitantes que passarem pelo Circuito Liberdade, composto por espaços culturais, dentre museus, arquivo público, biblioteca, centros de cultura e de formação, na região centro-sul da capital mineira, contam com mais um espaço com programação repleta de atrações: o Centro Cultural Minas Tênis Clube. Trata-se de um  acordo de cooperação entre o Governo do Estado de Minas Gerais, por meio do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG) e o Minas Tênis Clube.

Oficializaram o documento a presidente do Iepha-MG, instituição gestora do Circuito Liberdade, Michele Arroyo, e o presidente do Minas Tênis Clube, Ricardo Vieira Santiago, com a presença do secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Marcelo Matte, que destaca a importância dessa parceria para o turismo em BH.

O secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Marcelo Matte, destaca a importância da entrada de mais um equipamento para o Circuito Liberdade. “O Minas Tênis Clube é um dos mais acolhedores e relevantes espaços para Minas Gerais e o país. E vai ampliar sua contribuição se integrando ao Circuito Liberdade. Seu acervo e equipamentos culturais, como os dois cinemas, agora fazem parte do mais importante complexo cultural do estado”, salienta Matte.

A parceria entre as instituições, com o objetivo de integrar o Centro Cultural Minas Tênis Clube como equipamento cultural do Circuito Liberdade, tem o prazo de cinco anos, podendo ser renovado. Neste período, a previsão é que sejam realizadas mais de mil atividades culturais para crianças, jovens e adultos. O público vai contar com exposições, apresentações artísticas e musicais, projeto educativo, concertos, saraus, entre outras atrações.

A adesão do Centro Cultural Minas Tênis Clube ao Circuito Liberdade soma aos outros equipamentos para a realização de uma intensa programação cultural aberta ao público.

Para a presidente do Iepha-MG, Michele Arroyo, mais espaços integrando o Circuito Liberdade significa diversidade cultural para o público. “O Centro Cultural Minas Tênis Clube será extremamente relevante para o Circuito, seja pelo seu valor cultural ou pelas atividades artísticas ofertadas que agora poderão integrar a programação em rede do Circuito Liberdade”, afirmou Arroyo. “Além disso, é importante também para a imagem diversa dos edifícios de valor cultural que integram a paisagem do conjunto da Praça da Liberdade, considerado importante edifício sede em estilo art déco que marca o entorno do Palácio da Liberdade e o antigo Palácio dos Despachos, hoje, Casa Fiat de Cultura”, acrescentou a presidente do Iepha-MG.

Localizado na sede do Minas I, na Rua da Bahia, o espaço possui área total de 1.556 m2. Compõem o Centro Cultural Minas Tênis Clube o Teatro, a Galeria de Arte e o Centro de Memória, em pleno funcionamento desde início de 2013, e, em processo de implantação, uma biblioteca, duas salas de cinema e um corredor de exposições temporárias. Duas salas de multimeios e um café cultural completam a estrutura, como espaços de apoio e de convivência.

Ricardo Vieira Santiago, presidente do Minas Tênis Clube, ressalta a relevância desse momento. “Fazer parte do Circuito Liberdade é motivo de muito orgulho para o Minas Tênis Clube. Nossos pilares, que são o esporte, a cultura e o lazer, ganham ainda mais relevância com a nossa participação nesse complexo cultural de referência em nosso país.”

Os espaços que compõem o Centro Cultural Minas Tênis Clube são de acesso público, alguns com entrada gratuita e outros mediante compra de ingressos.

Além do Centro Cultural Minas Tênis Clube, integram o Circuito Liberdade: Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, Centro de Arte Popular Cemig, Museu Mineiro, Arquivo Público Mineiro, Casa do Patrimônio Cultural, Centro Cultural Banco do Brasil, Espaço do Conhecimento UFMG, MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, Memorial Minas Gerais Vale, BDMG Cultural, Academia Mineira de Letras, Cefart Liberdade, Casa Fiat de Cultura, Palácio da Liberdade, e o Espaço Cultural Escola de Design – UEMG.

O Centro Cultural Minas Tênis Clube

A implantação do Centro Cultural Minas Tênis Clube é uma das ações integrantes do Plano Diretor do Minas Tênis Clube de 1998, concebida com o propósito de consolidar o aprimoramento dos serviços prestados pelo setor cultural do Clube e de estreitar os laços construídos com a cidade de Belo Horizonte.

Com o objetivo de mostrar para o público que a arte tem casa no Minas Tênis, foi criada a Galeria de Arte, que é como uma tela em branco. O espaço foi projetado por Paulo Pederneiras, cenógrafo do Grupo Corpo, e Fernando Maculan.

Desde a sua inauguração, em 2013, a Galeria abrigou obras de Tomie Ohtake, Wilma Martins, Mário Zavagli, Shirley Paes Leme, José Alberto Nemer, Amadeo Luciano Lorenzato, Lotus Lobo, Alberto da Veiga Guignard, Paulo Laender Andrea Lanna, dentre outros nomes da arte nacional e internacional.  A Galeria de Arte fica aberta ao público de terça a sábado, das 10h às 21h, e aos domingos e feriados, das 11h às 19h. A entrada é franca.

O Minas tênis Clube faz parte da história da cidade e com o Centro Cultural abre as portas para que os visitantes conheçam um pouco mais de sua trajetória e contribuição para a formação cultural, de lazer e turística.

Outras Notícias

desenvolvido por