NOTÍCIAS

18/02/14 | Centro Cultural

Cotidiano e sonho retratam 80 anos de Wilma Martins

Wilma Martins

Eleita pelo jornal O Globo e pela revista Veja como uma das melhores exposições do ano, “Wilma Martins: Retrospectiva. Cotidiano e Sonho” chega a Belo Horizonte. Cerca de 140 obras serão expostas na Galeria de Arte do Centro Cultural do Minas Tênis Clube, de 15 de março a 22 de junho. Gravuras, ilustrações de jornais e livros infantis, catálogos de exposições, aquarelas e pinturas retratam um panorama completo da trajetória profissional da artista, que completou 80 anos em fevereiro.

Saiba tudo sobre a Galeria de Arte do Centro Cultural Minas Tênis Clube.

Com curadoria de Frederico Morais, as obras pertencem a coleções e acervos particulares e institucionais, como o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. “Comemoro 80 anos. Muitas obras, gravuras, desenhos e pinturas nunca tinham sido mostrados. Resolvemos juntar tudo e expor ao público”, contou Wilma.

“Wilma Martins: Retrospectiva. Cotidiano e Sonho” foi dividida em núcleos dedicados a cada uma das linguagens usadas pela artista, como, por exemplo, paisagens, desenhos de ateliê, pintura acrílica, gravuras e desenhos do cotidiano. A partir daí, o público consegue compreender como o estilo da artista se desenvolveu ao longo de 60 anos de carreira. Por outro lado, a mostra revela, ainda, como essas linguagens se relacionam entre si.

Confira toda a agenda de eventos e exposições do Centro Cultural Minas Tênis Clube.

Em uma de suas criações, na série “Cotidiano”, animais são retratados em ambientes domésticos, em lugares inesperados, como gavetas ou camas. “Essa série é bem imaginária. Uso bastante a pintura acrílica”, explicou Wilma, que dedica suas criações aos devaneios de criança. “Não sei de onde vêm minhas inspirações. Tenho muitas lembranças da infância”, disse, ao tentar elucidar a “alma de artista”.

Dona de uma personalidade introspectiva, a artista relembra com carinho sua primeira exposição, na década de 1960. “Foi no Instituto Cultural Brasil-Estados Unidos. Para mim, é difícil ir a badalações, pois sou bastante tímida, mas lembro-me de que foi uma sensação muito boa ver meus trabalhos admirados”, disse.

Conheça o Centro de Memória do Minas Tênis Clube.

Natural de Belo Horizonte, onde frequentou a Escola do Parque e teve como professor Alberto da Veiga Guignard, Wilma tem em seu currículo importantes destaques, como a participação nas bienais de São Paulo e Veneza. Há 30 anos, a artista não expunha seus trabalhos em uma mostra individual, e a capital mineira foi contemplada. Com carinho, a artista se lembrou da época em que se aventurava nas piscinas minastenistas, na equipe de natação. “Espero que meus conterrâneos e amigos se animem e venham conhecer minha exposição”, convidou.

Outras Notícias

  • Música de família

    Família Lima (121)
    16/09/17 | Centro Cultural

    O Teatro Bradesco do Centro Cultural Minas Tênis Clube recebeu a Família Lima no show “Em Família”. O gru...

    saiba mais
  • Gauche na vida

    Letra em Cena Drummond (17)
    06/09/17 | Centro Cultural

    A sétima edição do projeto “Letra em Cena. Como ler…”  foi dedicado à poesia do mineiro Carlos Drummond de Andr...

    saiba mais
desenvolvido por