NOTÍCIAS

01/08/17 | Centro Cultural

Em Obra

sobra

Fundada há cinco anos, a trupe teatral Cia em Obra, do Rio de Janeiro, tem como característica experimentar espaços de trabalho em que todos do grupo possuem a mesma autonomia para se expressar. Dessa forma, o grupo conquistou prêmios e chega ao Teatro Bradesco do Centro Cultural Minas Tênis Clube para apresentar duas peças em três sessões.  “Sobra”, voltada ao público adulto, nos dias 4 e 5, sexta e sábado, às 21h, e o infantil “O confuso e misterioso roubo das vírgulas”, no dia no dia 5, às 16h. Os ingressos custam, respectivamente, R$30 (inteira) e R$15 (meia), e R$ 22 (inteira) e R$ 11 (meia).

Há cinco anos, ainda estudantes de arte cênicas, os jovens que formaram a Cia em Obra notaram que o trabalho coletivo e colaborativo, em que cada um fazia sua parte para a máquina funcionar, era o melhor caminho para se fazer arte com inteligência e prazer. A pesquisa por encontrar uma cena em que os envolvidos tenham voz ativa durante o processo de criação foi o objetivo e o desafio do grupo. Hoje, a trupe é formada por cinco atores, Eduardo Parreira, Mario Terra, Paula Valente, Pedro Emanuel, Pedro Casarin (que tem participações nas novelas da Rede Globo “Os dias eram assim”, “Novo Mundo” e “Fina Estampa”), Rubi Schumacher e Zeca Richa, e nenhum ocupa o espaço de diretor. Sendo assim, todos atuam, dirigem e inventam a arte da interpretação.

A peça “Sobra” é o quinto espetáculo da trupe e tem como tema principal a sobrevivência, no sentido literal, social e profissional. Quatro atores se revezam entre 12 personagens e sete histórias, até que sobre apenas uma. Sobra é um thriller teatral, uma proposta de diálogo com o gênero cinematográfico, adaptado à linguagem da companhia. Sete diferentes realidades se cruzam em uma mesma cidade, por meio de uma jornada de mistério e intrigas, onde o instinto de sobrevivência e a busca por respostas se apresentam como força motriz da história. O texto é de Zeca Richa, e a cena possui a interlocução dramatúrgica de Pedro Emanuel.

Já o texto infantil “O Confuso e misterioso roubo das vírgulas” conta a história de um inusitado crime em um sítio: todas as vírgulas são roubadas. Cartas, cheques, receitas de comida e tudo o que possa ser escrito, de acordo com o uso das vírgulas, está ameaçado. Joãozinho, Fabiana e Pedroca mergulham em uma investigação que dá o tom divertido da peça. A dramaturgia e a direção são de Pedro Emanuel, e o texto original, de Iuri Kruschewsky.

“Sobra”

COMPRE AQUI

Data: 4 e 5 de agosto, sexta-feira e sábado
Horário: 21h
Classificação: 16 anos
Ingressos: R$30 (inteira) e R$15 (meia)

“O Confuso e misterioso roubo das vírgulas”

COMPRE AQUI

Data: 5 de agosto, sábado
Horário: 16h
Classificação: Livre
Ingressos: R$ 22 (inteira) e R$ 11 (meia)

Horário de funcionamento da bilheteria: de segunda a sábado, das 12h às 20h, e domingo, das 12h às 19h. A bilheteria funciona até 30 minutos depois do início do espetáculo. Formas de pagamento: dinheiro e todos os cartões de débito e crédito. Horário de abertura da plateia para entrada do público: 30 minutos antes do horário da apresentação.
Mais informações: (31) 3516-1360
Estacionamento com acesso interno: Entrada pela rua da Bahia, ao lado do Teatro. Após estacionar o veículo, o usuário chega ao Teatro por elevador interno, com rapidez e segurança.  O Estacionamento fica aberto até meia hora após o fim do espetáculo. Valores: R$ 12, para sócios, e R$ 24, para não sócios.

Outras Notícias

  • Testemunha de luta

    Ponto de Partida - Vou Voltar (42)
    19/08/17 | Centro Cultural

    O Grupo Ponto de Partida da cidade de Barbacena estreou sua nova peça no Teatro Bradesco do Centro Cultural Minas Tên...

    saiba mais
  • Beleza e canção

    Susana e Jean (29)
    13/08/17 | Centro Cultural

    O Teatro Bradesco do Centro Cultural Minas Tênis Clube recebeu na noite de 12 de agosto mais um show do projeto ̶...

    saiba mais
desenvolvido por