NOTÍCIAS

09/10/19 | Centro Cultural

Foi alvoroço – Bia Nogueira e a A Carta cantaram Leci Brandão no Sarau MTC 2019

Zé do Caroço, na voz de Bia Nogueira acompanhada do trio A Carta, abriu a série de shows da 3ª edição do Sarau Minas Tênis Clube, na segunda-feira, dia 7. Canção emblemática de Leci Brandão, fala sobre um homem que promete dar voz para quem não tem vez. Interpretando canções da sambista de Mangueira, a cantora escolhida dentre mais de 160 inscritos, Bia Nogueira, mostrou toda a qualidade de sua voz potente cantando sambas e algumas canções de sua autoria. A grande surpresa foi a aparição da homenageada no Sarau, Leci Brandão, no telão do Teatro, desejando sorte e abençoando a artista e a banda. O próximo show do Sarau Minas Tênis Clube, será no dia 14, segunda-feira, às 20h. Os ingressos custam R$ 2 (inteira).

A apresentadora do espetáculo, a atriz e jornalista Christiane Antuña, iniciou o show falando sobre a importância de Leci para a música nacional. “Leci já foi homenageada por escolas de samba, foi a primeira mulher a ocupar a ala de compositores da Estação Primeira de Mangueira e, foi um dos nomes mencionados no samba campeão de 2019 da mesma escola. Leci é uma ativista política, é deputada, e social, sempre esteve engajada em lutas em favor das mulheres negras”, contou.

Bia Nogueira afirmou a importância de Leci para ela e o motivo da escolha. “A Leci é um ícone de resistência. Ela é uma mulher negra, lésbica e do samba. Se hoje isso é difícil, imagina nos anos 1970, quando ela surgiu”, lembrou. “Na minha casa sempre se ouviu muito samba, muita música, e a voz da Leci sempre esteve lá”, afirmou.

Dona de um currículo invejável, Bia Nogueira é, além de cantora, uma batalhadora pela música e pela “arte preta”. Atriz, cantora, compositora, preparadora vocal e produtora, diretora musical do espetáculo Madame Satã do Grupo dos Dez e fundadora do Instante da Música Negra, IMuNe. Acompanhada da banda “A Carta”, formada por Débora Costa (bateria e percussão), Thiago Quintino (piano) e Bruno de Oliveira (baixo), ela lançou, em 2018, o disco “Diversa”. Bia é uma das idealizadoras do maior festival de música do mundo, o Sonora – Ciclo Internacional de Compositoras, plataforma de valorização e visibilidade da mulher compositora, no qual atuou como coordenadora geral e é a produtora da edição em Belo Horizonte.

Sobre o Sarau Minas tênis Clube

O Sarau Minas Tênis Clube é o edital de ocupação do Teatro do Centro Cultural Minas Tênis Clube (CCMTC). O concurso seleciona quatro novos talentos da música brasileira, premiando cada um com um show no Teatro do Centro Cultural Minas Tênis, em outubro. Cada intérprete selecionado focalizará o show na obra de um artista brasileiro, com liberdade para fazer novos arranjos. No repertório poderão ser incluídas até três canções autorais. Os selecionados terão à disposição o rider técnico do Teatro, assessoria de comunicação, produção de material de divulgação, gravação bruta em multipista do áudio do show e ajuda de custo no valor de R$ 2 mil.

Siga as redes sociais oficiais da Cultura do Minas:
Facebook: 
/mtccultura
Instagram: @mtccultura

Serviço

Cliver Honorato e Batuque Cello cantam Caetano Veloso

Data: 14 de outubro, segunda-feira.
Horário: 20h.

Tutu com Tacacá canta Dona Onete

Data: 21 de outubro, segunda-feira.
Horário: 20h.

Manu Dias canta Beth Carvalho

Data: 28 de outubro, segunda-feira.
Horário: 20h.

Local: Teatro do Centro Cultural Minas Tênis Clube (rua da Bahia 2.244 – Lourdes).
Classificação: livre.
Ingressos: R$ 2 (inteira) e R$ 1 (inteira).
Horário de funcionamento da bilheteria: de segunda a sábado, das 12h às 20h;  domingo, das 12h às 19h.
Mais informações: (31) 3516-1360.
Estacionamento com acesso interno: entrada pela rua da Bahia, ao lado do Teatro. Valores: R$ 12, para sócios, e R$ 24, para não sócios.

Outras Notícias

desenvolvido por