NOTÍCIAS

24/11/19 | Centro Cultural

Música… – Lenine, Dudu do Cavaco e Orquestra Sesiminas em concerto inédito 24 de Novembro de 2019

“Quando eu falo em música, a pontuação que eu uso é sempre reticências. Porque o que vem é sempre surpresa”, disse Lenine quando subiu pela primeira vez no palco do Teatro do Centro Cultural Minas Tênis Clube. O artista pernambucano se apresentou junto da Orquestra do Sesiminas, do músico Dudu do Cavaco e professor de música Hudson Brasil, no “Projeto Mano a Mano”, em prol do Instituto Mano Down. Com ingressos esgotados, Lenine cantou seus hits com “roupa de domingo”, a forma como se referiu aos arranjos das canções para Orquestra, para um público apaixonado por sua música e ávido por ajudar uma série instituição.

Idealizado e dirigido pelo produtor mineiro Pedrinho Alves Madeira, o show contou com o desenho de luz de Jésus Lataliza, e segiu a linha sonora de um sarau do nordeste. Lenine iniciou o show cantando “Asa Branca”, de Humberto Teixeira, acompanhado do cavaquinho de Dudu e do violão de Hudson Brasil. Em seguida, já colou com canções de ser repertório autoral e chamando o público a cantar junto “Paciência” e “Simples assim”, dele e de Dudu Falcão.

Da cenógrafa Miriam Menezes, o cenário do show remetia a uma festa de são João, com balões e fitas. Com a entrada da Orquestra Sesiminas, sob a regência do maestro Felipe Magalhães, foram tocados clássicos do cancioneiro nordestino como “Que nem jiló”, de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, “Vida de viajante”, de Luiz Gonzaga, “Feira de Mangaio”, de Sivuca e Glorinha Gadelha, “Xote das meninas”, de Luiz Gonzaga e Zé Dantas,  entre outras.

Lenine arrancou da plateia, elogios, risos e suspiros. A cada entrada do artista, o público se deleitou e cantou junto “Hoje eu quero sair só, dele Mu Chebabi, Caxa Aragão, “Leão do norte”, em parceria com Paulo César Pinheiro, “Jack Soul Brasileiro”, de Lenine, e “A gandaia das ondas”/Pedra e Areira”, dele com Dudu Falcão.  O mesmo pôde ser notado no momento de Dudu do Cavado com Hudson Brasil, que fizerem as canções Marina, de Dorival Caymmi, O trem do caipira, de Villa-Lobos, e Brejeiro, de Ernesto Nazareth.

Outras Notícias

desenvolvido por