NOTÍCIAS

07/06/17 | Centro Cultural

Poeta camarada

Letra em cena - Vinícus de Moraes (44)

A quarta sessão do projeto Letra em cena. Como ler… apresentou, sob o olhar analítico de Eucanaã Ferraz, a poesia, sensibilidade e beleza das letras de Vinícius de Moraes. Em pouco mais de duas horas, o poeta fluminense falou das principais características de Vinícius. O Poetinha vivia no cerne do amor.

De acordo com Eucanaã, Rubem Braga dizia que a poesia de Vinícius teve três fases: Misticismo de fundo religioso, nitidamente sensual e de Sentimento social. “Nesta primeira fase Vinícius conversa com as almas, com gente miúda que vive seus dramas miúdos. Vinícius olhava para as coisas do alto de onde via as almas humanas”, explicou.

Vinícius, de acordo com Eucanaã, disse, depois de análise de Manoel Bandeira sobre seu livro “O caminho para distância”, publicado em 1933, que o “defeito do livro é o defeito do poeta, criador e criatura no poema de Vinícius são uma coisa só”, disse.

Mas o que Eucanaã deixou claro foi que Vinícius “vivia pelo amor e dor”. Para o Poetinha o ideal era viver o amor em paz, mas o amor não é paz. “Ele cantava ‘Encontrei em você a razão de viver/ E de amar em paz’, mas logo depois ele canta que ‘ah, mundo enganador
Paz não quer mais dizer amor ‘. E depois ele diz que “mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão’. Vinícius foi um homem que buscava o amor, mas ele sabia que o amor gera a dor”, explicou Eucanaã. A linha tênue entre o prazer da vida e a morte para Vinícius fica muito claro no poema “Os acrobatas”, publicado em 1946. “O desejo de ser feliz é possível por meio do corpo em gozo, que é conquistado no ato físico do amor. Mas ao fim do poema, depois do gozo do amor, do ápice da felicidade, acontece a morte”. Este poema, de acordo com a análise de Rubem Braga trazida por Euncanaã faz parte da fase sensual.

Um exemplo marcante da poesia política de Vinícius, está em um dos poemas mais conhecidos de Vininha “Rosa de Hiroshima”. O poeta mostra sua preocupação com falta de amor da humanidade e onde essa ausência pode levar o mundo. Outro exemplo é a peça “Pobre menina rica”, que Vinícius criou com Carlos Lyra. Nesta peça o artista conta a clássica história da menina da zona sul do Rio que se apaixona por um mendigo que é poeta. É deste musical a poesia “Comedor de gilete (pau de arara)” que ficou famosa na voz de Ary Toledo. Dizem que Vinícius não gostava da interpretação de Ary para o poema que é de profunda tristeza e retrata a pobreza do homem.

Outra característica de Vinícius que Eucanaã abordou foi a sua paixão pelas coisas simples. Vinícius conseguiu, por meio de sua veia popular e de sua erudição unir os dois mundos. Um exemplo disso é o seu encontro com Baden Powell em 1966 na criação dos Afrosambas quando o Poetinha colocou à baila as religiões de matriz africana no meio dos eruditos e, para os populares, apresentação a sofisticação de sua poesia e do violão virtuoso de Baden. “Por meio de suas letras, foi quando, de fato, letristas passaram a ser vistos como poetas”, disse.

O que se aprende lendo a poesia e ouvindo as canções de Vininha é que o amor é a coisa mais importante. Se vive para amar e para, pelo menos uma vez na vida, sentir a emoção, a alegria, a tristeza e dor do amor, acreditando que deve ser, pelo menos enquanto dure, infinito.

A próxima sessão do Letra em cena. Como ler… será sobre a poesia do gaúcho Mário Quintana sob o olhar de Fabrício Carpinejar, no dia 4 de julho, terça-feira, às 19h no Café do Centro Cultural Minas Tênis. As inscrições podem ser feitas no site da Sympla.

Patrocinadores: Clube da Cultura: Cultura Inglesa BHBradescoOncomedDotz e AtlanticaHotels

Outras Notícias

  • Testemunha de luta

    Ponto de Partida - Vou Voltar (42)
    19/08/17 | Centro Cultural

    O Grupo Ponto de Partida da cidade de Barbacena estreou sua nova peça no Teatro Bradesco do Centro Cultural Minas Tên...

    saiba mais
  • Beleza e canção

    Susana e Jean (29)
    13/08/17 | Centro Cultural

    O Teatro Bradesco do Centro Cultural Minas Tênis Clube recebeu na noite de 12 de agosto mais um show do projeto ̶...

    saiba mais
desenvolvido por