NOTÍCIAS

05/10/17 | Centro Cultural

Ser feliz

O projeto literário do Centro Cultural Minas Tênis, “Letra em Cena. Como ler…”, na última edição em 2017, mostrou a delicadeza dos escritos do mineiro Bartolomeu Campos de Queirós, sob o olhar do professor doutor de literatura da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), Luiz Percival Britto. A leitura de trechos da última publicação de Bartolomeu, o livro “Vermelho Amargo”, ficou a cargo dos atores do Grupo Galpão, Chico Pelúcio e Arildo de Barros. Clique aqui para ver as fotos

Segundo Luiz Percival, uma característica marcante da escrita de Bartolomeu era o jeito “falado” de escrever. “Bartolomeu escrevia com períodos curtos. Seu texto é dito com a naturalidade da fala. Não que ele usasse uma linguagem coloquial, mas parece que está falando com o leitor, ao pé do ouvido”, explicou.

Outra caraterística importante do texto de Bartolomeu, segundo Luiz Percival, é a presença de aforismos. “Às vezes, penso que Bartolomeu pode virar uma Clarice Lispector de calças, porque fez muitos aforismos. Mas os dele são bem difíceis de desassociar dos textos”, constatou. A narrativa fragmentada é outro formato da escrita utilizada pelo mineiro.

Os escritos de Bartolomeu Campos de Queirós têm o objetivo de dar conta da existência. Ele colocou de forma incerta suas dores em seus textos. A busca pela alegria pela felicidade era uma constante. “Ele sofria para ser feliz”, concluiu Luiz Percival de Britto.

O projeto “Letra em Cena. Como ler…” tem curadoria do jornalista José Eduardo Gonçalves e retorna em 2018 para mais encontros com clássicos da literatura brasileira.

Outras Notícias

  • CCMTC no Noturno nos Museus

    18/07/18 | Centro Cultural

    O Centro Cultural Minas Tênis Clube (CCMTC) integra, mais uma vez, a agenda do programa “Noturno nos Museus”, realiza...

    saiba mais
  • Rir e amar

    13/07/18 | Centro Cultural

    A cantora e compositora Angela Ro Ro encerrou a edição 2018 do projeto “Uma voz, um instrumento”, do Cent...

    saiba mais
desenvolvido por