NOTÍCIAS

10/04/17 | Centro Cultural

Silva canta Marisa

cultura_silva_canta_marisa (18)

“Um encontro de canceriano com canceriano”. Silva definiu assim sua homenagem a Marisa Monte, no disco “Silva canta Marisa”, apresentado na noite dessa sexta-feira, no Teatro Bradesco do Centro Cultural Minas Tênis Clube.

O show do cantor, compositor e produtor capixaba é superior ao álbum, que já se consagrou como um belo tributo a uma das maiores cantoras do país. Além das 12 canções apresentadas no disco, Silva ainda interpretou músicas cantadas por Marisa em seus shows e nunca gravadas, como “Sonhos”, de Peninha, primeiro momento em que Silva deixou os teclados e empregou o estilo voz e violão, e “De Noite Na Cama”, de Caetano Veloso, que merece aplausos pela interpretação e mudança do arranjo.

Elogiado pelo cantor como “educado”, o público mineiro interagiu muito com Silva, que sempre respondia com simpatia e carinho. E houve momentos em que a plateia se transformou em artista, ao cantar sozinha refrões das músicas “Amor, I Love You” e do bis que encerrou o show, “Feliz e Ponto”. Público também foi à loucura com os grandes hits “Não É Fácil”, “Beija Eu” e “Não Vá Embora”, última música do repertório.

Apesar de manter as harmonias da maioria das músicas, conferindo uma relação de fã com cantora, Silva foi feliz em trazer ao palco suas referências da música eletrônica e do rock, com destaque aos solos de guitarra em “Na Estrada” e “O que me importa”, com um toque mais melancólico e brilhante. Mas foi em “Infinito Particular” que Silva empregou seu tom. Com emoção e muita entrega, o cantor trouxe o universo Silva e mostrou que, mesmo em um show-homenagem, é porta-bandeira dele mesmo. Além de “Noturna”, feita por Marisa com os irmãos Lúcio Silva (o cantor) e Lucas Silva e lançada no disco.

O cenário e iluminação merecem destaque. Com referência ao set cinematográfico do DVD “Infinito ao meu redor”, de Marisa, as luzes nas laterais do palco, com projeções da própria sombra de Silva,  foram um show à parte.

Ainda com as músicas “Chuva no Brejo”, que abriu o show, “O Bonde do Dom”, “Acontecimento”, “Tema de Amor”, “Pecado é te Deixar de Molho”, “Mistério do Planeta”, de Novos Baianos, “Eu Sou o Caso Deles”, a linda “Eu Sei, na Mira”, “Verdade Uma Ilusão” e o primeiro bis “A Sua”, Silva evoluiu muito como artista, músico e cantor, se consagrou e fez uma emocionante e feliz homenagem a Marisa Monte.

Outras Notícias

  • Testemunha de luta

    Ponto de Partida - Vou Voltar (42)
    19/08/17 | Centro Cultural

    O Grupo Ponto de Partida da cidade de Barbacena estreou sua nova peça no Teatro Bradesco do Centro Cultural Minas Tên...

    saiba mais
  • Beleza e canção

    Susana e Jean (29)
    13/08/17 | Centro Cultural

    O Teatro Bradesco do Centro Cultural Minas Tênis Clube recebeu na noite de 12 de agosto mais um show do projeto ̶...

    saiba mais
desenvolvido por